Geral

Ex-ministro da Educação deixa a prisão

ribeiro

A prisão de Milton Ribeiro foi revogada por determinação do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Ney deferiu liminar também dos outros quatro presos suspeitos de desvio de verbas no Ministério da Educação, entre eles os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura. A defesa do ex-ministro havia ingressado com pedido de habeas corpus junto ao tribunal.

Conforme o jornal O Globo, a decisão é de caráter liminar e vale até o julgamento do caso pela Terceira Turma do TRF-1.

O ex-ministro foi preso ontem em São Paulo e passaria pela audiência de custódia nesta quinta (23) com o juiz Renato Borelli da 15ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, responsável pelo pedido de prisão.

No pedido, Borelli cita supostos crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. As acusações se referem a um suposto balcão de negócios envolvendo a liberação de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para prefeituras.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Ação não permitida !!

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios