Geral

Entrevista de Queiroz foi grande surpresa a aliados de Bolsonaro

queiroz

A colunista do UOL Juliana Dal Piva disse que a entrevista que Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, deu ao SBT foi vista como “grande surpresa” na base governista.
Queiroz foi preso em junho do ano passado, após ser encontrado em um escritório de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, em Atibaia (SP). Na entrevista, o ex-assessor disse que estava no local após ter sido ameaçado de morte.

Aliados do presidente Bolsonaro classificaram a fala do policial militar reformado como um problema frente ao atual momento da investigação do caso das “rachadinhas”.

Era um momento positivo para o senador Flávio
O Superior Tribunal de Justiça anulou todas as medidas cautelares que permitiram a coleta de provas contra Flávio Bolsonaro na investigação conduzida pelo Ministério Público do Rio, iniciada em novembro de 2019. Com isso, a apuração do caso volta a ter apenas as provas que tinha antes da quebra de sigilo do senador.

“Era um momento avaliado como positivo para o senador Flávio Bolsonaro. Não se queria mexer nesse assunto. E aí essa entrevista, que é cheia de buracos, não explica várias coisas, deixa essa sensação de problema, de que esse problema volta à tona”, disse Dal Piva.

Essa ameaça de morte, da maneira como relata… Queiroz nunca registrou boletim de ocorrência de ameaça, nunca comunicou ao Ministério Público que estava correndo risco. Não existe nenhum lastro para versão de que ele foi para lá por causa de uma ameaça, disse a jornalista.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios