Geral

No meio do caminho havia uma cratera e…

O alegretense Dariano Moraes, reclamara do trecho entre Manoel Viana e Alegrete. “Os reparos assemelham-se ao reparo de cáries dentárias. Quando a estrutura já foi toda fragilizada, o jeito é arrancar e implantar um novo dente”, disse.
No domingo ele andava pela rodovia quando um pneu com 20 dias de uso estourou, mesmo rodando a 75km/h. O carro caiu numa cratera que já abrange as duas pistas. No trecho, à beira da rodovia, há calotas, pedaços de pneus de quem foi vítima da omissão do Estado. “É isso que recebemos do Estado em troca dos impostos. O Estado tem dificuldade de ser proativo para fazer obras, mas atento para cobrar impostos”, disse o leitor.

João Lemes

Oi! Aqui é o João Lemes, editor do Expresso Ilustrado e do site Nova Pauta. Sou graduado em Língua Portuguesa e membro da Academia Santiaguense de Letras. Gosto de abordar todos os temas. Se você gostou, obrigado, se não gostou, obrigado por ter lido. Aceito sugestões. Um abraço.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1xbet apk 1xbet app
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios