Geral

RS aciona último nível de plano emergencial: hospitais usarão todos os espaços para casos de covid

“A partir de agora, os hospitais gaúchos, entre públicos e privados, têm o compromisso de disponibilizar toda a sua estrutura para atendimento de casos de covid, porque estamos na fase mais crítica, que precisa de atitudes mais drásticas”, explicou a secretária da Saúde, Arita Bergmann (foto)

“Mais de 12 mil gaúchos já perderam a vida para a covid, número maior do que a população de 351 municípios gaúchos. Diante desse cenário, a necessidade seria abrir 60 novos leitos de UTI por dia, mas isso jamais será possível”, afirma a secretária Arita.

Nesta quinta, há 30 pacientes com risco de morte esperando atendimento de UTI. Outro dado preocupante é que 60% dos pacientes que internam em UTIs morrem.

Diante de uma ocupação superior a 90% dos leitos de UTI no RS e de números negativos que aumentam a cada dia, a Secretaria da Saúde acaba de acionar o último nível da fase 4 do Plano de Contingência Hospitalar, montado no início da pandemia. “Esta é maior taxa de ocupação até agora, uma situação de extrema gravidade, e será necessária a utilização de espaços disponíveis em cada instituição da rede hospitalar do Estado”, explica Eduardo Elsade, diretor de Regulação Estadual.

Além da suspensão imediata das cirurgias eletivas (agendadas), deverão ser instalados leitos emergenciais em salas de recuperação e em UTIs intermediárias. Junto à ocupação dessas áreas a serem disponibilizadas, deverão também ser acionadas as equipes técnicas desses setores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios