Geral

Giro político pelo Brasil

Ao contrário do marido?
Michelle Bolsonaro entra na campanha por vacina. A primeira-dama compartilhou publicações em que festeja o início da imunização nacional; Jair Bolsonaro continua a ironizar e colocar em dúvida a eficácia da CoronaVac.

Governo tenta ajeitar as pontas com a China

O governo federal já assume que os ataques de autoridades brasileiras à China atrapalham a importação dos ingredientes para a produção de vacinas no Brasil. Segundo integrantes do alto do escalão do governo, o envio desses insumos está travado por causa relação conturbada com o país asiático. Bolsonaro teve uma reunião com vários ministros fora da agenda oficial. O tema foi a demora no envio desses materiais.

Dória aciona representantes na China para tentar liberar os insumos da Coronavac

Um representante paulista já está em Pequim, na tentativa de acelerar as negociações com a China. O governo paulista e o Butantan esperam a autorização do governo chinês para o envio de um total 11 mil litros de matéria-prima para a produção da Coronavac. A quantidade seria suficiente para produção de 11 milhões de doses. Esse envio seria até o fim do mês.

Sete pessoas morrem por falta de oxigênio em Coari, no Amazonas

A cidade fica a 450 km de Manaus por rio, divulgou uma nota na qual se manifesta pela forma irresponsável que a secretaria de saúde do estado está lidando com a saúde do interior. O texto afirma que sete pacientes internados com covid no Hospital Regional da cidade morreram por falta de oxigênio, nesta terça-feira (19).

E agora, Veio da Havan?
Empresário Luciano Hang está internado com covid em São Paulo. O dono da rede de lojas Havan, “Veio da Havan”, tem 58 anos e é apoiador declarado do presidente Bolsonaro. Ele chegou a fazer várias postagens nas redes sociais defendendo a cloroquina e condenando o isolamento social.

Na campanha publicitária, Governo defenderá que vacinas são do Brasil

Mudança de discurso foi decidida pelo próprio presidente Bolsonaro. Campanha será lançada nesta quarta. Governo também deixou de lado a ideia de usar famosos nas peças publicitárias. A proposta será usar populares para criar uma identificação entre as pessoas.

Mourão minimiza outra declaração de Bolsonaro sobre Forças Armadas

O vice-presidente afirmou que a democracia fica comprometida quando as Forças Armadas ‘são indisciplinadas ou comprometidas por projetos ideológicos’. Ele foi questionado por jornalistas sobre as declarações de Bolsonaro, que disse ontem que quem decide se o povo vai viver uma democracia ou uma ditadura são as ‘Forças Armadas’. Mourão também rebateu críticas a Pazuello, disse que o ministro vem procurando as melhores soluções para a pandemia e que tem pontos a favor e contra a gestão dele.

Tribunal de Justiça marca sessão para decidir futuro de Flávio Bolsonaro

O Tribunal de Justiça incluiu a discussão para definir o foro de julgamento do senador Flávio Bolsonaro, no caso das rachadinhas. O processo vai ser analisado na primeira sessão do Órgão Especial em 2021. Na segunda que vem, os juízes vão decidir se o processo envolvendo o filho do presidente Jair Bolsonaro continua nesse Órgão Especial ou se volta para a primeira instância.

Trump diz que movimento liderado está apenas no começo. Em seu último dia como presidente dos Estados Unidos, ele divulgou uma mensagem em que pediu orações e desejou sorte para o novo governo, que começa nesta quarta, mas não citou o nome do novo presidente Joe Biden.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios