Geral

Santiaguense Itacir Flores pede exoneração da Secretaria de Desenvolvimento da capital

Itacir Flores pediu exoneração da secretaria ao saber de uma denúncia envolvendo a contração do Instituto Renascer, o qual é administrado pelo seu filho, Thiago Flores. Sob o “guarda-chuva” da secretaria está a Fasc, fundação que autorizou o início das atividades do Renascer, contratado de forma emergencial. O vereador Aldacir Oliboni (PT) foi quem encaminhou requerimento de investigação e abertura de inspeção sobre a contratação do Renascer.

Contraponto

Thiago Flores diz que houve distorção dos fatos pelo blogue “Matinal” e lamentou. Ele diz que iniciou seus trabalhos no Renascer em 2018 e se tornou presidente em 2019. Quando assumiu o abrigo da FASC, em 23 de março, seu pai, Itacir Flores, nem era cogitado para a secretaria, pois a FASC está no “guarda-chuva” desta secretaria, mas é independente. Tem até presidente e diretores. “Cabe dizer que o Instituto Renascer tem 13 anos de história e de bons serviços aos mais necessitados”, explica Thiago.

Itacir Flores diz que sai tranquilo e sabe que essas perseguições aos bons trabalhos já são corriqueiras na política. Seu filho Thiago, por sua vez, segue no Renascer e tem muitos projetos em pauta.

Nota da Fasc

FASC – A Fundação de Assistência Social e Cidadania é o órgão gestor da Política de Assistência Social, responsável pela oferta de serviços, programas e benefícios que promovam a inclusão e cuida de grupos em vulnerabilidade. Em nota, informa que a dispensa de licitação para seleção do instituto cumpriu todos os ritos legais, incluindo prazos para impugnações, e atendeu às exigências para a contratação emergencial.

Irregularidades em prestação havia antes, isso sim

Albergue

De acordo com a Fasc, a prefeitura paga R$ 202 mil mensais ao Renascer pela oferta de 80 vagas de abrigo e acolhimento 24 horas no albergue. Além do valor mensal, o Renascer recebeu parcela única de R$ 58,8 mil para custeio da instalação, em março, e início parcial do serviço. A Fasc destaca que os pagamentos são proporcionais aos serviços entregues. E reforça que o Instituto Renascer, que já prestava serviços à Secretaria Municipal de Saúde desde agosto de 2019, assumiu a oferta de vagas de acolhimento a pessoas após rescisão do contrato com a Organização Irmandade Nossa Senhora dos Navegantes por “irregularidades não sanadas em prestação de contas ao Município”.

Sem interrupção nos serviços

Segundo a Fasc, “com isso a prefeitura evitou a interrupção de serviços essenciais à população vulnerável durante a calamidade”. A instituição destaca que Itacir Flores foi nomeado em 6 de abril, oito meses depois do início da prestação de serviços do Renascer como parceiro da prefeitura na gestão de quatro residenciais terapêuticos na Capital. Além de assinalar que Thiago Flores assumiu a presidência da entidade em novembro de 2019, a Fasc informa que em março, quando a instituição iniciou a prestação de serviços no albergue, o secretário de Desenvolvimento Social era Moisés Fraga.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios