Poucas e boas

(João Lemes)
Conversando com amigos, quase sempre ouço a mesma frase: ” O maior erro das pessoas é não levar avante o que iniciam”. Ao que tudo indica, é sempre mais fácil iniciar um novo projeto a seguir naquele em que o sucesso parece distante. Mas a perseverança é a chave.
Meu filho menor não se aquieta nestas férias e me perguntou onde poderia comprar um livro bom em Santiago. Respondi sem graça: sabe que eu não sei. Livraria em Santiago, nem pra remédio. Até o sebo do Tide Lima parece que fechou.
Mais uma do João Henrique: “A tendência do futuro é imitar o passado.” O guri estava analisando a moda retrô, “presente” em tudo.
Frase de um vendedor de carro: “Em Santiago não se vê sucata nas ruas. São todos carros bons. Só não sei para onde estão levando os veículos mais velhos.”
Atenção! A conta da luz traz o aviso de corte de forma diferente: na própria conta, num cantinho. Como a gente quase não lê o resto do papelzinho (só fixa no valor), quando menos se espera a energia pode ser cortada, ainda mais se alguma conta antiga (em meio às outras) ficou sem ser paga.
Nesta sexta à tarde estive na Unopar. Fui acompanhado da colega Franciele. A Carol e o Fábio nos receberam com muita fidalguia. Gente, fiquei impressionado com a estrutura dessa faculdade à distância que forma mais de 200 pessoas todos os anos nas mais diversas áreas.
Este assalto praticado por um moço do semiaberto abriu um leque para debater o passatempo dessa gente fora do presídio. Você sabia que não há controle tampouco a certeza de que o apenado saia realmente para trabalhar?

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Ação não permitida !!

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios